Pedra angular!

Pedra angular!

Pedras soltas, que te fazem tropeçar,
Passeios disformes ladeiam a vida,
Atalhos asfaltados chamam-te à ilusão,
Segues tropeçando acompanhado,
Verdes prados, frutos proibidos,
Ilusões floridas, prazer e sedução,
Meros atalhos desesperantemente
Atrativos e momentâneos…
Luzes de néon, atração, o jogo,
E o teu caminho este que escolheste?

E segues teu caminho tropeçando,
Pedras soltas, que te confundem,
Faróis disformes, luzes que te cegam,
Cores, brilhos do cristal, reflexos,
A teu lado, sem veres metade de ti,
Pacientemente vai-te amparando,
Projecto que és, vida que és, decidida está,
Acompanhar-te toda a sua vida!

Alberto Cuddel
16/12/2014

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: