Ela

Ela

Alma
Palavra
Som
Sopro
Calor
Toque
Boca
Beijo
Toque
Suave
Forte
Lento
Rápido
Sussurro
Gemido
Movimento
Posição
Som
Palavra
Ordem
Obediência
Cadência
Gemido
Respiração
Culminar
Orgasmo
Abraço
Conforto
Palavra
Apoio
Cumplicidade

Ela
Sempre
Ela

Tiago Paixão
11/10/2020

Esta noite irei raptar tua alma para mim…

Esta noite irei raptar tua alma para mim…

serás definitivamente minha
nessa entrega absoluta
nesse baixar da guarda
serás mulher, confidente
amiga, amante, gente
serás sempre igual
serás diferente…
bebe-me nos gestos do querer
toma-me como teu
mas tu…
tu serás eternamente minha…
quando na tua alma
gravar o perfume do meu corpo…

Tiago paixão
05/10/2020
07:35

Fúria da saudade, insónia que te corrói…

Fúria da saudade, insónia que te corrói…

é na abstinência do corpo
nessa ressaca da alma
essa carência que te corrói
que te rouba o sono e os sonhos
essa falta de mim em ti…
apenas porque me amas…
essa falta do toque de midas
o calor das mãos, o perfume do abraço
essa presença que te acalma
sou, na normalidade do que sou
remédio cabal, tratamento eficaz…
há nos beijos prometidos, ainda não dados e não sentidos
uma saudade do hoje, uma vontade do corpo
uma carência de alma, de espírito…
queres-me, todo, totalmente em ti…
porque me faço gente, gememos de contente
sim, eu sou… antes de ser, não te fazia falta
não me sentias, não era em ti vicio…
hoje, mesmo na abstinência que o tempo nos faz
não há desmame, apenas ressaca e dor…
falto-te, faltas-me, nessa confluência dos orgasmos
desse prazer que se oferece, que te ofereço, em troca de nada…
nesta falta de tempo, neste desalinhamento dos astros
fica a saudade, e a dor que nos atravessa o corpo
que nos dobra o espírito…
nesta fúria da saudade, insónia que te corrói…
tremem-te as pernas, faltam-te os meus lábios, a minha língua,
o meu beijo, o meu toque, a totalidade do amor que ofereço…
rezas e oras, que o dia amanheça, e que o encontro aconteça
nessa explosão orgasmica do calor da voz, de um beijo…

Tiago Paixão
02/10/2020
03:10

Porque o corpo é todo vontade e a alma saudade

Porque o corpo é todo vontade e a alma saudade

Tenho vontade de nós
Saudades de ambos os dois
De mim em ti, de ti toda tu em mim…
Tenho certezas de gestos
Vontade de gosto, despida alma
Corpo fervente, tenho tesão
Alma gemida, amplos movimentos
Vontade de beijos, e de te provar a alma…
Matemos a noite, façamos amor
Sexo louco, contemos orgasmos…
Porque a alma é toda vontade
E o corpo saudade…
Há no fogo que me consome
Um mar que me engole
Uma vontade fálica de te possuir
De te fazer, partir, chegar, vir…
Vir, uma e outra vez, de novo…
No movimento da língua bebo-te
Nos lábios o mel da tua essência
E o gosto almiscarado nas narinas…
Amo-te, disso sou inteiro
Porque metade de mim é o que sou
E a outra metade o que me fazes ser…
Porque o corpo é todo vontade
E a alma saudade…

Tiago Paixão
26/09/2020
03:00

#Afuriadasaudade

Choca-me a saudade despida de desejo…

Choca-me a saudade despida de desejo…

choca-me essa saudade de beijo,
e não esse querer absoluto de um abraço desnudo…

nessa carência que mata, quero-te
como se o mundo acabasse
quero-te ali, comigo, em mim inteira
quero a explosão absoluta de um orgasmo
dessa entrega louca e movimentos firmes
esse despudor desavergonhado
gemidos absolutos, saliva que escorre
língua que te enlouquece,
quero-te nessa saudade que rasga,
no aperto que estremece, na explosão fálica na boca
beijo cremoso que nos condena,
e depois abraço, espera, mãos que percorrem,
dedos que tacteiam, olhares que falam
corpos arqueados, electrificados
e que se fodem outra vez,
pode ser e é… amor que se faz,
prazer que se desfaz,
certezas e desejos, bocas e beijos
não quero saudades mornas,
nem sexo brando…
quero tudo e apenas tudo
porque do pouco
não se sacia a alma…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
23/05/2020

Guarnece-me o gemido que me nasce da alma…

Guarnece-me o gemido que me nasce da alma…

Permite-me que te guarneça as entranhas
Com a suavidade da minha língua
Com a delicadeza circular dos meus dedos…

Deixa-me que te ame o corpo
Que te oferte o prazer
Que te satisfaça a volúpia da alma
Faça-se em nós o sentido do querer

Permite-me que te dispa
Que tem vista de mim
Que te possua, docemente
Na amplitude louca do movimento
Permite-me que me sacie em ti
Que humedeça os lábios no calor
Na humidade das tuas carnes…

Guarnece-me o gemido que me nasce da alma
No orgasmo ofertado pelo sentir
Que repouse nos teus seios
Que me enlouqueças de novo
Faz-me em ti servo do prazer
Senhor do teu sentir
Dono da alma no amor que entregas
Excita-me, excitas-me
Nessa luxuria com que te mostras
Nessa loucura com que me esperas
Ama-me, amar-te-ei
Nesse gemer que me guarnece a alma…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
25-03-2020

Chora-me o isolamento da tua alma

Chora-me o isolamento da tua alma

Exulta o meu corpo na presença do sonho
Choram-me as mãos no afastamento dos teus seios
Quero-te desde sempre e sempre desde que és
Poderão passar as noites e os dias
Sem que repouses em meu leito
Mas sempre anseio pela tua nudez
Pelo calor das tuas coxas, da tua volúpia…

Dispo-me, dispo-te, desses anseios dormentes
Dessas palavras flácidas, desses sentir obtuso
Quero-te, nesse tesão que se ergue na alma
Nessa vontade férrea de sermos gente
De nos fodermos, uma e outra vez
Depois do por do sol, como se o amanhã não nascesse…
Depois dos orgasmos, dos teus e dos meus…
Façamos então amor, conversemos sob a estrelas
Amemo-nos depois, mas antes, ante sejamos corpo e proveito
Entrelacemos as mãos e as pernas
Sejamos estudantes exímios do Kamasutra…
Inventemos e reinventemos posições e prazer…
E sejamos alma, uma única alma…
Eu, tu, nós… sincronizemos o coração e o desejo…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
04-04-2020

Entrelaça as mãos soltas…

Entrelaça as mãos soltas…

olhar cheio da nocturna densidade da saudade
entrelaça os dedos e contorce a alma
arqueia o desejo sob o peso aglomerado dos lençóis
seja nua a veste que te cobre o discernimento
seja pura a vontade lasciva que te percorre…

que as tuas mãos voem,
que voem em silêncio
onde eu guardo os sonhos…

sonhos que me pertencem, que te tocam, que te envolvem
quero ser eco da voz que escutas, gemido que te enlouquece
quero ser fonte do teu sorriso, quero ser origem do teu suor
quero amar-te, ser prazer, ser loucura e orgasmo solitário…

entrelaça as mãos soltas, os dedos húmidos, e deixa-me
deixa-me escutar-te, no silêncio das paredes, enquanto te olho…
mesmo que na minha pele, não sinta agora o calor da tua…
nesta louca fantasia… amo-te…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
03-03-2020

Carências…

Carências…

há na esperança do corpo
uma carência de alma
uma saudade que espera
um abraço inquieto
uma mão que procura
um olha que se repousa
lábios que se apertam
vestes que esvoaçam…

há no tempo que falta
uma falta de tempo
corpos que definham
na vontade de ser um no outro
da pele que deseja
extenuados fumegam
ali, apenas ali
morta que foi a carência de corpo
realizados que são os desejos…
navegam abraçados pela realidade do sonho
ate que o dia os separe…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
11-02-2020

Abandonemos as noites

Abandonemos as noites

Abandonemos esses dias de rectidão,
rasguem-se as vestes que nos oprimem
Com que nos vestem os olhares,
sejamos nós, apenas nós… sem condenação
sejamos corpos em ebulição, sejamos amor,
sejamos desejo, tesão sem pudor…

Sejamos nós, eu, tu, num qualquer lugar,
numa qualquer hora, onde der para ficar que seja já, que seja agora…
quero-te possuir em mim, despudoradamente,
sem pressa, na garra da vontade, sejamos corpos,
beijo, boca, sejamos posse, doce e absoluta…

abandonemos as noites no abraço sem tempo
encontremo-nos dentro da alma um do outro
sejamos vida e tempo eterno, sejamos corpo
sejamos gemido, grito, prazer, sejamos orgasmo,
sejamos viver… sejamos anúncio desse amanhã…
deste sempre existente que existe…
sejamos a saudade furiosa que nos consome…
a cada noite… a cada dia…
pela impressibilidade das horas…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
07-02-2020

Olhar que se despe de mim…

Olhar que se despe de mim…

Nesse olhar que te deposito no busto
Mãos que te tocam a alma
Que te despem de preconceitos
Que te procuram incessantemente para mim
Que me enlouquecem na partilha
Que se fazem sentir e desejo
Lábios que te provam,
Que te provocam e bebem
Mescla sagaz das palavras gemidas
Nudez absoluta dos medos retidos
Existimos… somos, fazemo-nos
Nesse olhar que se fecha
Despindo-se de mim
Adormecendo num abraço…
Antes que a noite finde
Num louco homicídio solar…

Depois, depois amamo-nos
Uma e outra vez…
Antes que os corpos se cubram
Diante da vergonha dos homens…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
01-02-2020

Amar é alma mas também é corpo…

Amar é alma mas também é corpo…

“perdoa-me o meu jeito tosco de amar
esta fome incontrolável do teu corpo
este desejo absoluto de te oferecer
a minha vida, o meu corpo, teu prazer…”

perdoa-me por não saber amar como os outros
por não te oferecer gestos de carinho,
por teimosamente ser intenso, ser boca e pele
ser mãos que te procuram, ser abraço,
ser dedos que te vasculham, que te levam ao êxtase…

perdoa-me por não te demonstrar com a alma
ser beijo e loucura serena, ser força e calma
ser posse e dádiva, ser gemido e eco do desejo
ser orgasmo e catedral de fé, ser certeza
ser noite sem dormir, sedentas de palavra
ser abraço apertado, olhar as estrelas
e amar, amar de novo, novamente
igual e em tudo diferente…
perdoa-me o meu jeito tosco de amar
esta fome incontrolável do teu corpo
mas não sei amar de outra forma,
perdoa-me o meu jeito sem tempo
e todo o tempo que não tenho
mas amo, amar-te da forma que nos amamos…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
03-02-2020

Fúria do querer

Fúria do querer

“Ainda me ondula no pensamento o movimento das tuas ancas…”

há na fúria do tempo uma noção de sonho
essa vontade que ainda me crepita nos lábios
um odor perfumado entranhado na pele
esse espasmo que te percorreu o corpo
esse olhar que me devorou a alma
como se tivesse possuído ali, uma e outra vez…
ali mesmo, nos degraus que se fizeram leito…

e apenas subias, eu subia contigo…
ainda havemos de nos querer
como nos quisemos, porque o tempo
o tempo sempre nos será infinitamente escasso,
pelo sentir da alma, pelo tesão do corpo
pela vontade de estar, pelo ficar,
pelo ir e pelo vir…
pelo uníssono tantas vezes alcançado…

“ainda me ondula no pensamento
o movimento das tuas ancas…”
apenas pela saudade ausente
de quando não sobes à minha frente…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
31-01-2020

Saudade…

Saudade…

Há saudades que não se explicam
Saudades do corpo, do beijo
O calor da pele, do odor, do tesão…
Há vontades que ficam, no corpo
Há vontades que ficam, na alma…

Chama-lhe amor, paixão, carência
Sei que sinto a tua falta, como sonho
Sonho-te, aqui nas mãos, no abraço
No estar, no sentir, na nudez das palavras
Na fúria do querer, na arte de existir

Há saudades que não se explicam
Apenas existem…
Nesta fome de pele que o amor nos condena
Esse sentir da alma que se faz tesão na pele…

Tiago Paixão
#Afúriadasaudade
30-01-2020

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: