Inverno da Vida

Inverno da Vida

Gélida brisa que nos arrebata,
Na terna queda da folha dourada,
Suave perfume da castanha assada,
Audíveis sons com que é apregoada…

Frio que converte, em calor o sentimento,
Calor que nos tira do perfeito isolamento,
Juntos revolvem memorias passadas,
Pelo suave cheiro das castanhas assadas…

Em queda como a folha,
A vida de vai esvaindo,
Abandonando passo-a passo,
Os nossos envelhecidos corpos…

Vivem cada momento,
Meditam e recordam,
Ao sabor do vento,
Alegrias, tristezas,
Dias, meses, certezas,
Duvidas, segredos,
Da vida que lhes foge,
Por entre os trémulos dedos…

Ficam as memorias, palavras ditas,
Fica a saudade pelas ideias escritas,
Os dois, que só um formaram,

No fim dos seus dias se separam….

Alberto Cuddel
30/11/2013

One thought on “Inverno da Vida

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Website Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: