Soneto Solto

Soneto Solto

Seja o amor vago, em ti intento,
Saber de mim em ti por dentro,
Mirada assaz fugaz num tiro certo,
Rosas perdidas, pétalas ao vento!

Verdes folhas nos frutos caídos,
Distantes do mundo, assim de tudo,
Marés em vida, mar distante -surdo,
Desabrochar no grito assim vividos!

Nascer do sol triste apagando,
eu triste, triste pela vida fora,
Peregrino em ti caminhando,

Recrio nas cinzas de passadas eras,
Corpo na alma, num sonho, sem hora,
Ladrão, sedutor roubando quimeras!

Alberto Cuddel®
19/10/2015

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: