Tentações

Tentações

Sussurros perdidos,
Destinos desmanchados
Noite vaga, eu vago,
Solto amedrontado,
Floresta de aves mortas
Sem chave, fechadas portas,
Obscuro peso da verdade
Caio por terra, sinceridade!

Ruas curvas, olhares dizentes
Sorrisos amarelos, doentes
Sedução, com tudo o que vem
Que vai, tudo teve, nada tem!

Sai-me ao caminho,
Segredo, segredinho,
-Vai-te, bem sabes
Não caminho sozinho…

Soleiras gastas,
Conversas fiadas,
Desfiladas, aguçadas
Testadas, nefastas…
-vai-te não me adules
Cuida do lar, dos bules…
Vai-te de mim…
Eu, sou assim…

Na solidão do caminho,
Mesmo a passo, não faço,
Nunca em mim viajo sozinho
Levo no peito, no regaço,
O que escolhi com carinho!

Alberto Cuddel®
16/05/2016

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: