O frio de um amanhã anunciado…

O frio de um amanhã anunciado…

não o digo, não o creio, mas sinto-o, mas sei-o…
amar-te-ei aqui agora, mas sei, sei que o frio chegará…

nesta loucura desmedida que o tempo nos dá
em que unimos os corpos unidos pela alma
em que na fúria do querer esquecemos a calma
em que do teu corpo absorvo a luz e maná…
somos, o que a vida nos impõe e nos concede
enquanto do amor matamos a fome e a sede…

o lume extinguir-se-á, o teu corpo não estará cá
eu na solidão sobreviverei, na companhia de ninguém
tu, tu viverás a tua vida, longe deste mundo e deste dia
somos o momento que a vida escolheu, que escolhemos,
entre a vida que fizemos, o amor? o amor é consequência
nas lagrimas que amanhã derramaremos, pelo medo que tivemos…

o frio chegará, amanhã talvez…
quando já nada existir em mim
que te recorde por fim…
nem o teu perfume
nem a cinza deste sentir…

Pyxis de Andrade
14/01/2019

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: