A noite é escura, muito escura

A noite é escura, muito escura

a noite é escura
na sua escuridão faz brilhar a mais ténue luz
há na distância um casario, na janela uma luz
uma pequena luz que ilumina um busto,
e brilha… uma luz que me faz mais humano
e mora la alguém que são sei que é
e se soubesse que importância teria…

nada me importa naquela luz
não sei quem ilumina,
apenas a luz reflectida pela lua no lago
há entre mim e a luz um lago
um pedaço de espelho que me reflecte o céu
eu que irei habitar o inferno

em relação à distância onde estou há só aquela luz,
e o lago que me separa, a noite esta escura
há o homem e a família dele
são reais do lado de lá da janela
eu estou do lado de cá,
a uma grande distância…
a luz apagou-se.
que me importa que o homem continue a existir?
se a noite escura não me incomoda…

Alberto Cuddel
28/08/2020
23:35
Poética da demência assíncrona…

2 thoughts on “A noite é escura, muito escura

Add yours

  1. O seu poema está conectado ao meu sonho, vários elementos são semelhantes ao meu sonho, eu não consegui expressar como vi no sonho o que está em seu poema, os detalhes, o lugar, obrigado por me mostrar, muito lindo o seu poema!

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: