Poesia na gaveta

Poesia na gaveta

Poemas guardados
São nados mortos poéticos
São versos abandonados
Sentimentos secos, esqueléticos

Poesia é vida, livre, sentida
Poesia é emoção, quando lida
Escondida, é apenas desabafo
Sem voz, um sussurro, um bafo!

Poesia de gaveta, é um eu escondido
Um sentir ausente assim reprimido,
Palavras ocultas da luz, não são escritas
Desenhadas, pensadas, circunscritas!

Permite-me ser poeta, sentindo
Lendo, sentindo o teu viver
Permite-me conhecer-te coexistindo
Na tua sensitiva forma de ver!

Deixa que as palavras voem
Que o pó de dissipe,
Que os versos vivam…

Alberto Cuddel®
In: tudo o que ainda não escrevi 66

9 thoughts on “Poesia na gaveta

Add yours

    1. Quantos de nós perdemos textos/poemas por ocultar do mundo? quantos de nós tínhamos medo de revelar os segredos contidos no nosso sentir? ainda bem que os mostramos ao mundo. Bjinhos!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: