Pelo olhar negro

Pelo olhar negro…

Olhar depositado no horizonte
Que hoje tanto faz chorar
No verde vivo de ontem
Hoje não há como lembrar

Pelo olhar negro tanto a limpar
Lágrimas escorridas, vidas perdidas
Caminhos inglórios, com tantos heróis
Depositas na alma, cinzas da vida
Sem forças, verde que desponta
Hoje, depois de ontem,
Os tons negros esquecidos
Ganham tons
Que não vistos
São esquecidos…

Pelo olhar negro
Guardamos no fundo da alma
O sofrimento do que nunca foi feito…

Alberto Cuddel
01/07/2017
16:19

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: