Loucura

Loucura

Sinto-me
Abraçado pela realidade
Da escrita que me abraça
Na urna do tempo que teço
Libertação em fazer-me de mim
Sonho eterno sem fim!

Solenidade do acto heróico
Desenhado letras sem nexo
Amor perplexo do desejo
Beijo sonhado gélidos lábios!

Esconjuro o sol que adentra nos prados
Lua que se deita em sonhos queimados
Clareira de choro perfeito
Caminho negro e estreito
Miopia do cristalino
Ilusão contida nas lágrimas!

O resto?
O resto são sonhos
Vontade de morrer de pé,
Num busto em qualquer lugar
Escondido da luz do dia!

Alberto Cuddel
22/05/2017
21:06

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: