Desejo

Desejo

Desejo
O desejo cresce em mim,
Qual noite ao por do sol…
Sem dar conta, sem saber…
Os raios espraiados,
Por essa praia…

Quero-te…
Rumar sem destino,
Por entre encontros de paixão ardentes…
Sentindo o calor tocar nossas faces…
Olhar abraçados o vermelho solar de abandono…
O nascer da escuridão…
Rasgado pelo brilhante luar desse misterioso corpo celeste…

Quero-te, a ti mulher…
Que minhas noites preenches…
Com o brilho do primeiro dia…

De ti me afastei…
Para me encontrar novamente…
Qual sol nascente…
Com mais luz, mais calor…
Na mais ardente das paixões…

Todo o tenebroso passado,
apagado… Como escrito na areia…
Que uma onda apagou a sua majestosa passagem…
Nasci novamente…

Vamos sem destino celebrar…
Paixões, desejos…
Sem pudores…
Rolando na imaculada areia…
Onde o tempo se perde…
Com o céu onde cores indefinidas se misturam…
Vermelhos e laranjas…
azuis…
Correremos lado a lado…
Com a brisa batendo em nossos corpos…

Correremos vales e montes…
Planícies.
Anunciando ao universo o nosso amor…

quero-te…
Me entrego a teus caprichos de corpo e alma…

quero-te…
Sou teu, e apenas teu.
Quero partir… contigo… Sem destino…
Rumar ao por do sol…
AMOR…

Alberto Cuddel

Enviado por Alberto Cuddel em 05/03/2015
Código do texto: T5159000

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: