Nessa vontade máxima

Nessa vontade máxima

um medo que me desabita
uma alma que grita despedaçadamente
um rei que morreu, lá longe…
rasgam-se as veias em dilacerado ventre
mãe? onde morrem os teus filhos?
por um pedaço de terra?

nesta vontade máxima de frio
a terra que de abre de frente
pelo medo e vontade de gente
o amor é um axioma sentido

pelo fogo que vos arde no peito
desta verdade tão crua que aceito
já não há vinagre ou defeito
que eu vos possa apontar

também eu fui
pela estrada de luz,
pelo caminho que o rei me conduz,
grato vos sou,
pela pátria da voz,
neste fado gritado
onde a saudade somos nós…

Alberto Cuddel

4 thoughts on “Nessa vontade máxima

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: