Há uma ilha perdida em mim…

Há uma ilha perdida em mim…

“Há uma ilha em mim, entre mim e o mundo és-me o mar que me mantém integro”

és o eco de todas as palavras, o silêncio que ninguém interpreta,
és o segredo escancarado ao mundo que ninguém absorve, és mar
és vida plena onde existo poeta, onde me faço homem, onde sou amante
és razão divina da minha fútil existência, apenas vivo, entre o chegar e o partir…

fiz-me licor em teus lábios, unindo sentires que não sentias, fugaz é a vida
desejo com o pobre e o infeliz um céu de algodão
esperança certa que o dia chegará, e depois a noite, e novamente o dia
na grande claridade do sossego do tempo, serão os braços o amparo
serão os pés o caminho, serão os lábios o alimento, será o corpo nosso lar…
o luar? testemunha silenciosa do reflexo do mar…
a ilha? tabernáculo perfeito, dois copos, duas vidas, um horizonte, uma saída…

e vinha por fim a Primavera, e aquecia, e floria, e tornava-se eterna,
o querer voava polinizando o desejo, como corpos abertos em flor…

o querer é um sonho, o desejo intenção, mas a ilha, a ilha é a realidade da nossa razão
como um ninho em construção…

Alberto Cuddel
05/04/2019

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: