Nesses sonhos do desejo, em noites despidas

Nesses sonhos do desejo, em noites despidas

Desejo-te no desejo de seres desejada,
Livre, sempre livre e escolhido em liberdade,
Asas aladas que te trazem, que nos elevam
E esse prazer de ser e estar, ainda assim
Fiel na devoção da entrega nas cores
Bombeadas pelo corpo que ama em pleno!

Parto e chego a cada hora, nos sorrisos e lágrimas
E ondas curvas e quentes em clareiras tropicais, altas
Bebendo prazeres licorosos e salgados, castanhos, verdes,
Olhar deslumbrado em céu azul, ciúmes da terra que pisas!

Palavras doces deixadas pelos teus lábios
Quentes, que me enchem e derretem, devagar
Bem devagarinho, nos lençóis em que me embrulho
Em sonhos solitários, na esperança de calor
Movimento circular do tecto, em lâmpadas foscas
Esta vontade de estar que nos dói e mói por dentro!

E nas noites que vem, que vão, sabendo-te ai
Desejada, cobiçada, povoando sonhos
Outros sonhos, outras vontades, sonho meu
Exclusivamente meu, nessa liberdade que tens…

Em noites despidas, nesses sonhos do desejo
Queremos, queres, quero, e de nós sonhamos o depois
Esse amanhã eterno até depois…

Alberto Cuddel
19/11/2018
Marvila, Portugal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: