Nesse amor que edifica e onde me esperas

Nesse amor que edifica e onde me esperas

Nesse amor que me doas livremente,
No sorrir distante ao acordar
Dessa espera que dói, ao esperar
Nessa vontade que edifica ao abraçar!

Vem e beija-me, estampa-me o teu sorriso a cada dia, a ti me entrego de alma limpa, a ti me dou pela vontade de dar, nessa espera que nos dói, gravamos a fogo na alma essa vontade de estar, de edificar o tempo e a certeza que o amo é a liberdade de ficar!

Sejamos esse amor que nos queima, essa vontade do corpo, o abraço da noite, o cansaço, esse sorriso dos lábios, sejamos o gemido partilhado, esse movimento sincronizado, essa vontade consumista de ver o erguer da aurora e voltar amar, sempre como uma primeira vez.

Nesse amor que me doas livremente,
No sorrir distante ao acordar
Dessa espera que dói, ao esperar
Nessa vontade que edifica ao abraçar!

Alberto Cuddel
19/10/2018
Marvila, Portugal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: