Poema do dia 12/10/2018

Poema do dia 12/10/2018
Seguimos o caminho sem medos até onde nos levar
Nesse abraço descomplicado sem ontem
Na segurança de um beijo, de um olhar
Amamo-nos uma e outra vez, e depois
Nessa segurança que o sentir nos dá
São os gestos, bem mais doces que todas as palavras
E os beijos novas juras de uma outra eternidade
Na esperança que nos dói na saudade.
Que seja sempre um acto isolado
Entre um silêncio e o abraço
Embalados pelo som do coração
Batimentos sincronizados,
Desejo e ebulição, seja, alma, seja calma
Pressa, volúpia, querer,
Seja amar, seja apenas viver…
Os dias começam agora, não antes
Apenas agora, neste abraço
Num abrir olhos à cor da alma
Nesta certeza confinada a nós
Tatuamos nos lábios um sorriso
Na serenidade e calma
Que as noites, são o prenúncio
De todos os nossos novos dias…
Seguimos o caminho sem medos até onde nos levar
Nesse abraço descomplicado sem ontem
Na segurança de um beijo, de um olhar
Amamo-nos uma e outra vez, e depois…
Alberto Cuddel
12/10/2018

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: