Poema do dia 30/08/2018

Poema do dia 30/08/2018

Sabes Maria?
Amar-te não é uma mera conjugação astral, um acto carnal de desejo, amar-te é em mim a própria existência corporal da alma. Amar-te é amar a própria vida, encontrar-me no mundo como único.

Sabes Maria?
Tenho tido saudades tuas, das nossas conversas, dos sorrisos e risos escancarados ao mundo, dos passeios, de olhar na mesma direcção, de ver as gaivotas no mar, de olhar a beleza de uma flor que nasceu, mesmo ali, ao nosso lado.

Sabes Maria?
Às vezes dou pelo meu reflexo a sorrir para mim, olhando-me nos olhos, como se já não me conhecesse, eu que sempre fingi ser tantos, sem nunca ter sido verdadeiramente eu, acho que o conheço, agora que me reencontro naquele reflexo, gosto dele, amo-o.

Sabes Maria?
Tenho pensado no amanhã, nesse tempo cheio de esperanças e sonhos, nesse tempo onde quero ser feliz, onde podemos correr o mundo, entrar no mar de pés juntos, sem medos, sem receios das marés, na certeza que o sol, esse voltará a nascer!

Alberto Cuddel
30/08/2018

4 thoughts on “Poema do dia 30/08/2018

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: