Poema do dia 08/06/2018

Poema do dia 08/06/2018

Sabes, chove lá fora!

Sabes, chove lá fora, apenas lá fora, aqui não, não no reflexo de uma alma cansada, não no teu olhar… mas chove lá fora, nem me incomoda o som da gotas que morrem contra a vidraça, sinto apenas o aconchego quente do teu abraço, nos braços que me ladeiam, na forma elegante com que te aninhas em mim. No carinho absoluto de apenas ficar, sem mais, sem uma palavra, apenas no silêncio de estar um com o outro!
As horas jamais passam por nós, apenas estamos ali, naquele doce momento em que chove lá fora, e o frio esse não mora no calor das nossas almas, o frio é apenas a saudade de ontem, quando os nossos corpos não se conheciam, na intimidade do abraço, por que as almas essas, há muito que se pertencem…

Alberto Cuddel
08/06/2018
15:30
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: