Poema do dia 06/06/2018

Poema do dia 06/06/2018

Escorre-lhe a vida pelos dedos
Nesse olhar destemido sem tempo
Morrem as rosas virgens sem segredos
Toda a saudade nesse intento…

Os passos pesados num caminho curto
Um leito vazio, triste, desfeito e frio
Um sentido sem destino, vida,
Que vida… Ela foi-se contigo…

Choram beirais a triste sina
Uma vida roubada, assim definha
Passos curtos, chutando pedras
Sem pressa que o tempo não passa..

Alberto Cuddel
06/06/2018
20:52

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: