Não há chuva que nos separe!

Não há chuva que nos separe!

Preso na loucura do teu olhar,
Refrescante sentir no meu querer,
Revivo de novo no terno estar,
Tremendamente comprometido no teu ser!

Quero-te nos quentes dias de verão,
Quero-te nas frescas noites de primavera,
Dançar na outonal chuva refrescante,
Sentir na pele a nortada gelada,
Quero-te aqui, agora, sempre,
Desejo ardente que me corrói,
Enfeitiçado pelo luar do teu olhar,
Pelo rubro calor dos teus lábios,
Quentes palavras, gemidas, ditadas,
No cálido, sedento e avido ouvido,
Da ternas palavras que me elevam,
Na decisão de amar sem fronteiras,
Sem medos de entregas verdadeiras,
Incondicionais, sem condições,
Apenas no querer ser,
Uma vontade,
Um desejo,
Um querer,
Uno, no sentir,
Uno, na decisão,
O mundo somos nós,
Blindada que foi a vontade,
Nada nos inquieta,
Nada nos abala,
Senda refrescante,
De renovada que fora,
A decisão de amar,
Sem condicionalismos,
Intriguistas, do nos podermos molhar,
Na chuva das palavras soltas sem amarras,
De rostos escondidos, tolhidos pela visão,
Que o tesão que nos move, não é apenas vontade,
É querer, é desejo, é saudade,
É amor real e de verdade!

Alberto Cuddel

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: