Poema do dia 26/05/2018

Poema do dia 26/05/2018

Agitam-se papoilas no campo
Voos de brisa em asas de andorinha
Chega a tarde e a noitinha
Não há sorte nem vitoria, muito menos tempo…

Pelas frestas da manhã
Gotas de orvalho, espreita o sol
Não há hoje, ontem ou amanhã
Desperta a vida, vivendo a rol…

Que nobre arte de ser, sem compreender
A vida não se entende, sabe ou explica
A vida vive-se, o amor não se justifica…

Não se explica o nascimento de uma árvore
Nasce,
Ou a morte de um pedra,
Gasta-se…
As coisas naturais não se criam ou explicam
Existem…

Naturalmente as papoilas agitam-se
Rubras, frágeis, hirtas
Naturalmente amo
Sinto, desejo, existo…
Não o explico… sinto…
Como não se explica a existência de Deus
– Nunca me provaram a sua não existência
Como nunca me provaram que o amor vem do coração
Creio piamente que amo na alma…
Onde apenas a aura existe…

Voos de brisa em asas de andorinha
Chega a tarde e a noitinha
Chegamos nós… e deixamo-nos dormir… sonhando amanhãs
Onde a vida não se explica. Vive-se….

Alberto Cuddel
26/05/2018
06:07

One thought on “Poema do dia 26/05/2018

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: