O Estagiário

II

Parte II

– Onde está o “a senhora manda?”
– Peço desculpa Andreia, não era minha intenção fragiliza-la!
– As desculpas não se pedem, evitam-se.
Silêncio, acabamos por chegar à porta do apartamento, abri a porta e convidei-o a entrar. E antes que dissesse alguma coisa, agarrei-o eu e aí sim beijei-o com toda a fome, devorando-lhe os lábios. Estava quase imobilizado pela surpresa. Deixei que respirasse e que se recompusesse, agora sim sabia quem mandava ali.
– Poe-te à vontade, queres beber alguma coisa?
– Sim, algo forte, o que tens?
– Tens o bar aí à direita, o gelo se quiseres esta na cozinha, 1ª porta à esquerda. Vou trocar de roupa e já volto.
Deve ter pensado que iria cozinhar para ele, mal sabia ele, que ele era o prato principal. Tiro o vestido e porra, agora visto o que? Bem pijamas com BD não são propriamente apelativos, roupa desportiva muito menos, porque nunca me preparo para esta eventualidades, já moro sozinha há quase dois anos, a verdade é que também não tenho tido uma vida muito activa a esse nível, bem qualquer coisa se arranja, podia ir só em lingerie, acabo por vestir uma t-shirt comprida, mas curta o suficiente para me evidenciar… isto promete.
Porra esqueci-me de fechar a porta do quarto.
– Estas aí há muito tempo?
– O suficiente para apreciar as curvas do céu, queres alguma coisa?
– O que bebes?
– Gim…
– Pode ser também, mas não prepares, bebo do teu.
Nesse instante retiro-lhe o copo da mão, levo-o aos lábios, bebo um pequeno trago, que lho entrego num beijo, quase nem há tempo para pousar o copo, agarra-me pelas coxas elevando-me…
– Gosto disso um homem com atitude…
– Nem imaginas os talentos deste homem…
Senta-se na cama ficando eu no seu colo, as suas hábeis mãos não demoram uma fracção de segundo a libertar-me da prisão do soutien, uma grande habilidade, com apenas dois dedos. Percorre-me todo o corpo, como que o quisesse memorizar. Bocas coladas, liberta-me da t-shirt, do soutien, rebola-me para o lado, ficando ele no controle.
Meu Deus, há quanto tempo não me sentia assim tão desejada, tão excitada, arranco-lhe a gravata a camisa quero sentir o seu corpo contra o meu, os seus beijos profundos enlouquecem-me… Estremeço quando me beija os seios, lambendo e chupando cada mamilo alternadamente, a sua habilidade de mãos enlouquece-me… De repente:
– Temos um problema, não tenho preservativos comigo!
– Serio? Não te preocupes, eu tenho! 
Interessante, vem para um encontro comigo e não trás preservativos, será que nem nos seus sonhos pensou conseguir levar-me para a cama? Gostei disso.
– Posso estar há algum tempo sem ninguém mas continuo prevenida, estão aí na primeira gaveta.
– Nesta?
– Sim?
Levantei-me e abracei-o por trás, as mãos foram descendo, até a sua cintura, desapertei-lhe o cinto, lentamente, sentia-o ofegante, apreciando cada momento, adoro quando o homem, se permite não ter pressa, o botão enquanto lhe beijo a nuca, caem as calças no chão, liberto-o da opressão dos bóxeres… estive tentada a ficar ali aninhada esperando que simplesmente se virasse, mas não, fui subindo acompanhando a curva das suas coxas, até o sentir na minha mão, senti-o estremecer. Deixou o preservativo na mesinha, mesmo à mão. As suas mãos procuravam-me, excitadíssima, pela antecipação. Tentava a custo introduzir a mão nas minhas calcinhas, estava quase conseguindo quando se virou, deitou-me suavemente na cama, eu que o queria sentir quente na minha boca, apalpava-me suavemente os seios, os mamilos hirtos, beijava e chupava como louco, e meu Deus, começou a descer… hummm… retirou-me as calcinhas, acompanhando todo o meu corpo por beijos suaves, até aos pés, para de novo subir, beijando, lambendo, afastando-me as pernas a cada beijo, uma doce e excitante tortura, até que finalmente um beijo suave, e outro, e outro, até que lhe sinto a língua quente, magnificamente hábil, a cada movimento, enlouquecendo-me, como um jovem pode ter esta perspicácia na satisfação de uma mulher, não resisto a segurar-lhe a cabeça, bem contra mim, afagando-lhe os cabelos… doce loucura…
– Sim…

Delírio total, uma raridade encontrar um homem que saiba usar a língua na perfeição, olha-me nos olhos, e ergue-se, deslizando o corpo contra o meu, deixando-me louca, pedindo-me que abra o preservativo, costuma ser um momento constrangedor para os dois, mas não com Gustavo, até esse momento é gerido com estrema sensualidade.
– Queres coloca-lo?
– Nunca o fiz, normalmente não sou eu a fazê-lo.
– Há sempre uma primeira vez…
– Retiras o ar da ponta e vais desenrolando lentamente…
Como é possível que com ele seja tudo tão natural? Insinuei que gostaria de o sentir na boca, mas ele recusou, em vez disso, deitou-me entrando em mim, de uma vez, com uma estranha habilidade, todo o meu corpo estremeceu na cadência, com as mãos no seu delicioso e redondo rabo, onde adoro cravar as unhas, controlo todos os seus movimentos, abraço-o com as pernas, deliciosamente… a excitação é máxima… Gustavo preenche-me na totalidade, levando-me à loucura…
Não, ainda, não… estou no limite, não quero e não o desejo agora, mas um violento orgasmo percorre-me o corpo, não o consigo evitar, uma sensação estranha e violenta… E ele? Meu Deus, que fui eu fazer, normalmente com outros até o tinha que fingir, mas com Gustavo tudo se precipitou.
– Violento? Consegues falar?
A custo consegui gemer um sim…
– Gustavo desculpa, isto não é normal.
– Nada existe a desculpar, vieste-te, tiveste prazer, que mal pode existir?
– Desculpa? E tu? Eu desiludi-te.
– Não Andreia, muito pelo contrário, desilusão seria não teres prazer ou teres de o fingir.

Continua
Tiago Paixão

2 thoughts on “O Estagiário

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: