Poema do dia 29/04/2018

Poema do dia 29/04/2018

Todas as minhas horas são feitas de vento
De portas que batem e janelas que se abrem
Fecham-se rimas, para que liberte o pensamento
Voando solto por divãs brancos onde divago e divirjo…

Divirjo das árvores que morrem de pé
Das andorinhas que fogem à primeira chuva
Percorro o caminho maldito mesmo na tempestade
Ainda que me aninhe no teu decote na bonança…

Há um tédio nas perguntas que fito
Nas respostas que não digo de tão conhecidas
Cruzam-se as mãos geladas sobe o peito
Coração empedrado e morto de ser amado…

Há tão poucos dispostos amar o que não viram
Não há imaginação para sonhar a beleza
Usam violentamente as mãos causando dor
Onde só deveria haver prazer… forçam amor
Esse que nunca souberam ter… ou fazer…

Nos momentos de meditação sobre mim,
O que me inquietou, perturbando as noites
Não tive nunca a certeza, nem a tenho ainda,
De que essa disposição do temperamento
Não pudesse um dia descer-me ao corpo
Levado pela vontade de sonhar a realidade
Canto de outras paragens, belas e voluntariosas
Deusas Gregas. Romanas, Amazonas…

Abrem-se e fecham-se sonhos, realidade inventadas
Paixões do nada, marés que sobem e descem
Lua cheia, ciclo feminino perfeito, fértil
Como férteis são os campos arados
Palavras do poeta que apaixonam descuidos…

Não hesito em sonhar o impossível
Banhar-me de sol na meia-noite
Ler livros que nunca foram editados
Fazer amor em ilhas desertas…
Não abdico da loucura da existência
Da consciência lúdica e mirabolante
De ser poeta, de ser poesia, viva
Vivendo ela em mim, como posso
Eu conscientemente morrer?

Alberto Cuddel
29/04/2018
02:02

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: