Poema do dia 28/04/2018

Poema do dia 28/04/2018

Rosto da solidão

Não teria o rosto entre as mãos
Assim triste, assim calmo, assim firme
Assim tão fechado ou tão magro
Tão habilidosamente e solitariamente meu…

Não teria a porta da rua fechada
Nem o dinheiro escondido em casa de ladrões
Nem as vizinhas falariam inglês
Ou uma outra língua cantada…

Não teria o telefone cortado
A luz, a água, a televisão
Um ar escuro, frio e pesado
Se não tivesse morrido na cama
Ou alguém me tivesse visitado…

Alberto Cuddel
28/04/2018
04:47

One thought on “Poema do dia 28/04/2018

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: