Poema de 29-10-2017 com leitura

 

Poema do dia 29/10/2017

Sei que sonhamos
Sonhamos o ontem e o amanhã
Sonhamos todas as noites e todos os dias
Ainda assim, percorremos vagarosamente o presente
A cada ausência
A cada distância

Os dias sucedem-se
Sucedendo-se as horas e as noites
Sucedem-se também, a solidão e todo o tempo
Todo o tempo em que não te toco com a minha mão!

Nascemos assim
Distantes e ausentes um do outro
Distantes, porque o tempo nos fez
O tempo nos moldou
Nesta viagem, que percorremos lado a lado!

Alberto Cuddel
29/10/2017
15:00

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: