O friozinho de me leres

O friozinho de me leres

O arrepio que te percorre o corpo
Que te desce dos lábios
Percorrendo o ventre
Que se aloja entre as coxas quentes
Esse o frio que sentes ao ler-me…

O calor dos meus lábios nos teus
Os meus braços apertando-te contra mim
Peito no peito, línguas que se falam
Mãos que te percorrem
Que te despem, que te tocam
Olhos que se fecham, respiração ofegante
Formas que se formam nos dedos
Toques suaves, fortuitos, desejados
Sentes-me na ponta dos dedos
Nos teus loucos segredos
No prazer que desejas
Nos versos que beijas
No fim apenas o gosto agridoce
Que te escorre das digitais…

Uma tentação de denúncia
Quero-te e não te tenho em mim…

Tiago Paixão
28/02/2018
21:15

One thought on “O friozinho de me leres

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: