Poema do dia 27/02/2018

Poema do dia 27/02/2018

Hoje choveu, choverá amanhã
Continuará a chover mesmo depois de mim
Na normalidade cotidiana de chover.
Para que nasçam papoilas de encanto
Em poemas bebidos pela alma, rubros…

Prevalece o amor, mesmo depois de amar
Na saudade de ser, mesmo que memória
Prevalece a viva, mesmo que extinta em mim…

Vira o tempo em que tudo desabrocha
Em que tudo recomeça em que tudo aquece
Mesmo que um coração chore virão andorinhas
Reiniciando um ciclo perfeito, o sol nasce
A cada dia de novo, sempre mesmo que não esteja
A vida segue na sua normalidade de ser
Em cada acto apenas poesia…

Alberto Cuddel
27/02/2018
11:35

O poema contem referências a Fernando Pessoa e a Jorge Pincoruja

6 thoughts on “Poema do dia 27/02/2018

Add yours

  1. Como se fez perfeito teu poema e tuas referências. Bonito intenso, gostei. Obrigada. Agora te acompanho de perto … e, quero me fazer presente. Muito muito bom… acho que vou compartilhar no amorasazuis … para que meu grupinho de cá possa sentir estas coisas tão lindas que colocas! um beijo

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: