Ressalva poética ou devaneio…

Ressalva poética ou devaneio…

Nunca esperei ser entendido ou interpretado à luz dos poemas soltos que inscrevo e descrevo, nem tudo são os meus dias e sentires, alguns meros desabafos povoados de palavra soltas e lidos sem contexto. A poética é não um exercício de escrita pessoal, mas uma ilusória tentativa de escrita de sentimentos do mundo, cada leitor irá interpretar-me segundo o seu conhecimento de vida, segundo a sua cultura emocional.
Não bastam as belas palavras, os belos sentimentos, mas a realidade das coisas, o apelo e apego á vida de cada leitor, para que cada um o sinta com seu, não um mero texto de desilusões ou saudades cantadas por um poeta distante… A poesia heterónima encerra em si uma falsidade latente de personagens completas e fingidas que se encaixam na visão intemporal da sociedade presente e futura. A poesia não é uma arte presa ou fechada, a poesia é vida, mas também morte, a poesia é partida ou ponto de chegada, aberta a todas a sensibilidades…

Alberto Cuddel
12/01/2018
0:50

2 thoughts on “Ressalva poética ou devaneio…

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: