Fogosamente mulher

Fogosamente mulher

Apartem-se os (con)sentidos desejos
Entre a alma e o corpo que se oferta
Mãos bramidas, perfume de beijos
Corpos vorazes em noite e lua certa!

Gosto de tudo, vulva quente incita
Nobre movimento de línguas vivas
Corpo mapeado nos lábios, excita
Formas redondas hirtas, apelativas!

Gemidos entre murmúrios, penetração
Batidas assertivas, compassadas, paixão
Corpos, alma entregue, volúpia, tesão!
Vontade, partilha, querer, ostentação!

Fundem-se sentindo no gozo uníssono,
Gemidos redondos em nobres ecos soltos
Quebrando o cansaço, fúria do sono,
Inicio, principio, na luxuria envoltos!

Fogosamente mulher, em ti me tens,
Permanentemente amarrado no prazer,
Pela vontade com que sempre vens,
Sempre teu desejo irei em ti satisfazer!

Tiago Paixão
14/02/2018
09:51

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: