Adeus…

Adeus…

Não bastava um adeus?
Um simples beijo?
Um bater de porta?
Para quê o sofrimento
Das palavras escritas
Doloroso momento
Palavras convictas
Se verdadeiro fosse o sentir
Então por que partir?
Se dizes ainda amar
Porque não conversar?
Mas na tua cobardia
Partes, sem um adeus,
Sem um até um dia!…

Pyxis de Andrade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: