Reflexão, porque os homens também pensam!

Reflexão, porque os homens também pensam!

Apercebo-me de uma discussão sobre as contratações do Benfica, gladiando-se numa fulgurosa troca de argumentos, dois adeptos de futebol discutem sobre quem foi ou não melhor negocio, caricato da situação: um é adepto do Sporting outro do FC Porto. 
Toda esta situação deixou-me pensativo, uma discussão de tudo sobre nada, pois a única conclusão possível é que as contratações deviam ter sido erradas para beneficiar os seus clubes. 
Pensamento leva a pensamento, e as ideias voam criando asas, dou por mim a pensar nas discussões com a minha esposa, discussões de “nada sobre tudo”. Os motivos, a origem das mesmas, dos ciclos, os porquês, as formas… Depois da nossa última discussão, em que finalmente caminhando em direções opostas nos encontramos. Decidimos colocar definitivamente um ponto final nos ciclos de zangas e discussões, sentamo-nos frente a frente para no dialogo reunir de pontos de convergência e encontrar as origens e as razões das mesmas… 
“O porquê?” Por incrível que nos ou vos possa parecer, o porque é demasiadamente simples de encontrar. É amigos a origem está no facto de eu ser homem, e ela ser mulher. Complicado? Descomplicando, foi essa a forma usada por nós, para encontrar a fonte:
Homem- necessidade do contacto físico para demonstração de sentimentos. 
Mulher- sem tanta necessidade do aspecto físico do contacto, sendo muito mais afetiva nas atitudes e nos gestos. Ou seja, o nosso problema? O costume, Sexo… 
Situação: homem, sexta-feira, todo dia imaginado a noite fantástica de paixão ardente que a noite lhe trará. Mulher, todo dia a pensar na roupa para lavar, na casa para limpar, no jantar, nos trabalhos de casa dos filhos, etc… e ele imaginando a forma de a….
Resultado? Frustração, uma palavra e está tudo estragado, “pois és sempre a mesma nunca te apetece…”, o problema é que as mulheres pensam que para nós (Homens não todos), sexo é sexo, quando para alguns é uma das poucas formas que conhecem de dizer Amo-te. 
Solução? 
Partilha de tarefas, dialogo, encontro, falar abertamente, retirar bloqueios e tabus, afinal estamos casados, porque não falar abertamente dos nossos desejos e vontades, criar condições para que a chama renasça, compromisso assumido pelos dois…
Ou seja, só pelo diálogo e pelos pontos de convergência das vontades individuais podemos encontrar o que nos realmente nos move e faz viver um pelo outro, e tudo porque a verdade é que nos ama-mos, então porque discutir? Sentem-se e dialoguem… Não há fórmula mágica e nem receita de bolo. O importante é a disposição em enfrentar o que precisa ser enfrentado para não deixar o tempo passar e a separação se apresentar como a única saída. Alguma coisa precisa ser feita e o casal precisa assumir com compromisso as mudanças de atitudes e hábitos. Aproveitem e sejam felizes!

Alberto Cuddel

Ps. Hoje é sexta-feira… que raiva… e não paro de pensar em ti…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: