Sem preceitos, apenas querer

Sem preceitos, apenas querer

Rasguem-se as vestes que nos oprimem
Com que nos vestem os olhares
Sejamos nós, apenas nós… sem condenação
Sejamos corpos em ebulição, sejamos amor
Sejamos desejo, tesão sem pudor…

Sejamos nós, eu, tu,
Num qualquer lugar
Numa qualquer hora
Onde der para ficar
Que seja já, que seja agora…

Quero-te possuir em mim
Despudoradamente
Sem pressa, na garra da vontade
Sejamos corpos, beijo, boca
Sejamos posse, doce e absoluta…
Sejamos gemido, grito, prazer
Sejamos orgasmo, sejamos viver…

Tiago Paixão
31/10/2017
3:17

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: