Poema VI

Poema VI

Onde te amei ontem?
Num poema sem versos
Nas lágrimas caídas no peito
Sussurro gravado ao ouvido
Mãos estendidas ao vento?

Onde te amei ontem?
Palavras esquecidas
Repetidas e gastas
Perdidas nas valetas
Debaixo das pontes
Nas filas dos transportes?

Onde te amei ontem?
Onde te escrevi?
Onde?
Se de ontem esqueci…
Nas palavras caladas
Nas rimas emprenhadas
Nas frases rebuscadas…

Onde te amei ontem?
Terá sido lá?
Onde perdemos o tempo?
Onde nos encontramos
Apenas num abraço?
Terá sido lá?
Onde ontem te amei calado…

Alberto Cuddel
19/09/2017
03:00

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: