Poema do dia 28/10/2017

Poema do dia 28/10/2017

Por entre as mãos que se enleiam
Corpos que se perdem
Que se encontram no abraço
Beijos de ontem, que ficaram por dar…

Solto-me, soltas-te,
No jovial enlace da paixão
Tremes, tremo, trememos
Como se nos amassemos
Pela primeira vez….

Nos abraços que são tudo
Encontramo-nos no nada
Que o tempo nos rouba e nos concede…

E hoje?
Hoje, recordamos o ontem
Não na saudade
Mas com um sorriso nos lábios…
Eu, tu, e o “nós”, que o abraço nos concedeu…

Alberto Cuddel
28/10/2017
11:30

2 thoughts on “Poema do dia 28/10/2017

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: