Poema VII

Poema VII

Nascem da Primavera os brilhos
Core e flores, andorinhas e beirais
Árvores possantes ladeiam trilhos
Como o sentir novo com que amais!

Nos braços, rosas, perfume do corpo
Sobe os pés o mundo, e o amanhã
Amas, como se ontem tivesses morrido,
  – O Amor, palavras beijos e sopro
Em ti virginal desabrochar sem manhã,
Chegas florida, como se tivesse partido!

Do teu ventre, os frutos do amanhã…

Alberto Cuddel
#ComoFazerAmor
31/03/2017
19:50

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: